Páginas

sexta-feira, 26 de março de 2010

DE IMPROVISO.

De improviso quero te revelar um segredo: mulher não tem segredos...
Elas são confusas e em parte dizem que não querem quem querem...
fingem não se importar com o que na verdade as interessa...
Eu não entendo as mulheres...elas são insanas, burras e em grande parte sofrem por coisas sem sentido.
Mas ao meu romântico preferido eu faço um pedido: não compare as mulheres umas as outras, nem tente achar nelas algo em comum, ou um mesmo motivo pras mesmas loucuras.
O romantismo é uma coisa que pouca gente ‘faz’ bem, quem finge não convence. Ao meu romântico preferido eu deixo um improviso: quem é meio-romântico não sabe nada de nada... Romantismo por si só, é coisa complicada...nunca é comedido nunca pondera... até quando não se revela Exagera.



'De Improviso' foi escrito pela Michella Pedro segundo o que ela disse, este poema é dedicado a mim.
Agradeço.

7 comentários:

  1. poema do caraleo...

    entendi absolutamente tudo que ela quis dizer...

    pena que estou apressado agora e tenho que ir pra a faculdade...

    talvez eu volte aqui...

    ResponderExcluir
  2. A Michella está de mal com as mulheres, eu só a perdoo por ser um lindo poema!

    ResponderExcluir
  3. "Romantismo por si só, é coisa complicada...nunca é comedido nunca pondera... até quando não se revela Exagera."

    Esses versos pra mim marcaram o poema. Só achei que ela exagerou um pouco em chamar as mulheres de insanas e burras =]

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. não leve a poética ao pé da letra!

    ResponderExcluir
  5. Bela poesia..
    Mulheres são sere confusos que fazem de nossas vida algo mais feliz.

    ResponderExcluir
  6. A pior coisa que já fiz foi tentar comparar duas mulheres. Claro, não deu certo..

    Elas são confusas ao extremo, puts, e como são...

    mas sem elas não vivo :D

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário. A POESIA AGRADECE!