Páginas

domingo, 10 de junho de 2012

Vamos escrever juntos?


Escrever sobre eu e você
explicar os porquês de tantos filósofos,
e cá de quê rimar com fósforo.
Vamos dividir a linha do Equador
fazer do amor nosso refrão,
cá de quem saber como explicar
o que tá explicado pelo olhar,
sem dizer e falar
do encantar
que não é possível descrever quando o bonito
é bonito,
ou quando sempre sonho acordado
nos fins e enfim de semana.
Meu partido -inteiro- político
minha ideologia vermelha,
meus olhos azuis.
Do céu
que de qualquer tom
é azul em seu calmo olhar.
Da rosa que de qualquer
forma
é flor em seu cais.
 
& Rebeca Vieira


2 comentários:

  1. Que poesia bela!
    É tão bom ver a vida no olhar de quem se ama.

    ResponderExcluir
  2. Mas que amor belo, que poesia rasgada.
    Amei!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário. A POESIA AGRADECE!